terça-feira, 23 de agosto de 2011

NAZA POETA HOLÍSTICO

NAZA POETA HOLÍSTICO:
"O supra-sumo da poesia está no exercício do verso cantado!"

De descendência portuguesa (Barreiros) e espanhola (Fortes), nasceu numa cidade de colonização italiana, ao sul de Santa Catarina, Urussanga, a “Terra do Vinho”, em 29/08/1959.

Aos 7 anos de idade já tocava violão e, enquanto entoava os primeiros acordes musicais, também cursava o ensino fundamental no “Grupo Escolar Barão do Rio Branco”, onde ganhou vários cartões de “Honra ao Mérito”, pelo seu procedimento e estudo.

Na adolescência passou a compor poemas e a musicá-los, vindo a formar um grupo musical que se apresentava em shows beneficentes.

Durante a infância e adolescência sempre ia muito a Florianópolis e, na Ilha de Santa Catarina, junto com os amiguinhos ilhéus, apresentavam o “boi-de-mamão”, que é uma arte popular que faz parte do conjunto das tradições do folclore catarinense, expressada com canções e dança.

Em 1977 concluiu o ensino médio, formando-se no “Curso Técnico em Análises Químicas”, no então Colégio “Rainha do Mundo”, em Urussanga, Colégio este que, atualmente, pertence às Escolas do “Grupo Energia”.

Em 1978 veio morar em Florianópolis onde fez o cursinho pré-vestibular no Curso Barddal e estudou inglês na escola FISK. De 1978 a 1980, na Capital do Estado de Santa Catarina, passou nos concursos públicos da Polícia Federal, Centro de Informática e Automação de Santa Catarina (CIASC), Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) e Ministério das Comunicações.

Em 1979 foi aprovado no vestibular da Universidade Federal de Santa Catarina para o curso de Farmácia e Bioquímica, onde cursou a primeira fase. Neste mesmo ano participou do “I Concurso Universitário de Violão”, realizado na Igrejinha do campus universitário, concorrendo com grandes violonistas do cenário musical, classificando-se para a etapa final do certame.

Em 1980 foi novamente aprovado no vestibular da Universidade Federal de Santa Catarina para o curso de Direito.

Formou-se no segundo semestre de 1985, colando grau em 04/01/1986.

De 1987 a 1994 classificou vários poemas musicados, de sua autoria, em diversos Festivais da Canção em Santa Catarina e ganhou vários troféus, passando então, posteriormente, a apresentar-se em Florianópolis e no interior do Estado de Santa Catarina, profissionalmente, como músico (e sempre muito bem acompanhado por excelentes músicos). Apresentou-se nos seguintes locais da Ilha: Shopping Itaguaçu, Lagoa Iate Clube (LIC), restaurante Kantão (próximo ao Banco Itaú no bairro Estreito), Clube dos 100, festas particulares e casamentos.

No interior de Santa Catarina, apresentou-se em Criciúma e em Jaraguá do Sul.

No primeiro semestre de 1995, cursou com assiduidade a “Oficina de Expressão Vocal”, num total de 64 (sessenta e quatro) horas de atividades, no Centro Integrado de Cultura, em Florianópolis.

De 1990 a 1996 participou de vários cursos e vivências alternativas para o autoconhecimento, vindo a tornar-se Terapeuta Holístico, profissão que trata do exercício e da prática das terapias alternativas, e que possui o seguinte site na internet: www.sinte.com.br

Em 1996 classificou o poema “Saudades”, na categoria “Destaque”, no “XVII Concurso Nacional de Poesias” promovido pelo Grupo Brasília de Comunicação, com sede em Brasília–DF e Rio de Janeiro–RJ, vindo a ser membro, neste mesmo ano, da Associação dos Cronistas, Poetas e Contistas Catarinenses (ACPCC), com sede em Florianópolis, participando da maioria das antologias lançadas por esta agremiação.

Em 1997 recebeu a medalha do mérito cultural “Stella Brasiliense” (Estrela de Brasília) do Grupo Brasília de Comunicação, pela participação ativa nas atividades culturais dessa empresa jornalística.

No período de 07/08/2000 a 15/09/2000, participou do curso “Revisão de Textos” promovido pelo Departamento de Apoio a Extensão da Universidade Federal de Santa Catarina, com carga horária total de 50 (cinqüenta) horas.

Atuou como Tenor do Coral da Associação dos Magistrados Catarinenses, desde a sua fundação, que aconteceu no ano 2000, até o ano de 2003.

Em 2001 conquistou o título de “Maestro Letterato” (Mestre Literato) pela Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias (ABEPL), com sede em Brasília–DF.

De 2001 a 2003 concluiu pós-graduação em Direito Constitucional e Direito Tributário pelo Instituto de Preparação Jurídica, com sede em Brasília–DF.

Do período de 28/05/2003 a 22/08/2003 concluiu o “Curso de Português para Revisores”, realizado na Escola Fazendária da Secretaria de Estado da Fazenda, com carga horária total de 78 (setenta e oito) horas.

No dia 01 de setembro de 2008, foi nomeado advogado membro da “Comissão de Direito de Família” da Ordem dos Advogados do Brasil, seção de Santa Catarina.

No dia 28 de novembro de 2008, foi nomeado Diretor Cultural da “Sociedade dos Poetas Advogados de Santa Catarina”, cujo site é www.poetasadvogados.com.br

No dia 14 de março de 2009, Naza Poeta Holístico apresentou dois poemas-canção, de sua autoria, na cidade de Governador Celso Ramos, mais precisamente na Praia de Palmas – litoral norte de Santa Catarina –, num acontecimento para comemorar o “Dia Nacional da Poesia”. No final do evento, Naza Poeta Holístico ganhou troféu da Associação responsável pelo acontecimento.

Em concurso de poesias realizado em São Paulo–SP (produção de Arnaldo Giraldo), classificou alguns poemas (Direitos Humanos e Burrice Doutorada) e foi convidado pelo editor a participar de um site literário na internet – www.giraldo.org – para divulgar trabalhos literários. Endereço pessoal no site: www.giraldo.org/norbertofortes

No dia 23/01/2010 ingressou no site literário denominado “Recanto das Letras”, que possui o seguinte endereço eletrônico na internet: www.recantodasletras.com.br
A partir desta data, passou a cadastrar o seu trabalho literário neste site.

No dia 01/04/2010, em Florianópolis, ingressou no “Grupo de Poetas Livres”, que é uma agremiação voltada para a criação e divulgação da poesia e da cultura em geral. O “Grupo de Poetas Livres” foi considerado de Utilidade Pública Municipal através da Lei n. 5671, de 26/05/2000 e foi reconhecido oficialmente como uma Entidade de Utilidade Pública Estadual, pela Assembléia Legislativa de Santa Catarina, através da Lei n. 14.560, de 01/12/2008. O “Grupo de Poetas Livres” possui o seguinte endereço eletrônico: www.poetaslivres.com.br

No dia 8-3-2011 ingressou no site literário denominado “sitedepoesias”, que possui o seguinte endereço: www.sitedepoesias.com.br

A partir desta data, passou também a cadastrar o seu trabalho literário neste site. Endereço pessoal:
www.sitedepoesias.com/poetas

A partir do dia 23-5-11, Naza Poeta Holístico começou a cadastrar seus poemas-canção ou suas músicas no site YOUTUBE. Para acessar suas canções neste site, basta clicar no endereço eletrônico citado e digitar

- Naza Poeta Holístico -. Em seguida, estarão disponíveis - para ouvir - suas melodias cadastradas até o presente.

Observação: O currículo de Naza Poeta Holístico é tudo isso que foi transcrito mas, o que é “real ou verdadeiro”, resumidamente explicando, é que ele é apenas um poeta latino-americano; um poeta holístico, músico, cantor e compositor, que canta a beleza e o amor que existem no planeta Terra, bem como as suas desigualdades, catástrofes e injustiças e que canta também, principalmente, o lamento e o aprazimento do povo brasileiro.

"O supra-sumo da poesia está no exercício do verso cantado!" (Naza Poeta Holístico)
www.recantodasletras.com.br/autores/musicopoetanaza

Poema-canção classificado no 14º FUC – Festival Universitário da Canção da FURB (Universidade Regional de Blumenau–SC), realizado nos dias 25, 26 e 27 de setembro de 1992 no campus da FURB.

JORNAL DA CIDADE ONLINE
http://www.jornaldacidadeonline.com.br/leitura_artigo.aspx?art=3708



Este poema-canção está inserido no “You Tube”. Para acessá-lo, basta clicar no endereço eletrônico citado e digitar - Naza Poeta Holístico -. Em seguida estarão disponíveis, para ouvir, este poema-canção bem como outros de sua autoria, cadastrados até o presente.


Amazônia:

você está mal-amada.
Amazônia:
você está vilipendiada,
devassada, violentada.
Amazônia:
tem agora amantes estrangeiros
que estão sabendo valorizá-la.
Amazônia:
você que é tão soberana,
é desculpa esfarrapada,
desculpa disfarçada
dizer que é independente.
Amazônia:
a preocupação é verdadeira,
você faz parte do contexto mundial.
Amazônia:
não se faz nada sério
pra proteger sua sobrevivência,
ignoram você.
Amazônia:
não se faz nada sério
pra proteger a vida,
o amanhã
do planeta Terra.
Carta à Amazônia!

Naza Poeta Holístico



A solitude e o silêncio!

A solitude e o silêncio nos dizem tudo!
Com a solitude e o silêncio nasce a inspiração
que fala-nos de amor, de poesia, de alegria,
de música, de sabedoria, de amizade, de harmonia,
de cantoria, de vivências, de terapias, e isso nos diz tudo.
A composição poética e musical só acontece
quando estamos em solitude e em silêncio, centrados,
porque só assim, e somente assim, nascem
a poesia e a melodia e as artes em geral.
Somente em solitude e em silêncio o artista pode
contribuir com a humanidade compondo a sua poesia
ou a sua melodia etc. Então, com a contribuição da solitude e
do silêncio é que todos os poetas podem compor e, com
a inspiração de muitos poetas, a poesia continua forte e
estamos contribuindo, então, com a nossa energia amorosa
para tornar a vida humana um pouquinho mais tranquila
e melhor. Ao nos unirmos em torno do amor, da poesia, da
alegria, dos encantamentos, do nascer e do pôr do sol etc.,
a vida, em geral, ganha – como já está ganhando – mais sabor,
mais paz, mais alegria, mais amor, mais harmonia, mais saúde,
mais sagacidade, mais tirocínio, mais discernimento, mais
sabedoria e, ao colocarmos em prática todos esses bons
sentimentos, as virtudes inerentes ao ser humano ficam
fortalecidas, aumentando sua autoconfiança e o seu bem-estar.

Naza Poeta Holístico


Te amo!

Pare um momento,
dê-me algum tempo
pra que possa escutar-me!
Agora ouça, preste atenção
no que eu tenho para falar-lhe!
Preste atenção no que eu tenho
de importante para contar-lhe:
“Saiba que,
desde o momento em que,
por acaso, eu lhe conheci,
nada de mais importante
aconteceu para mim”.

Tudo o que acontece,
de diferente,
na vida de qualquer ser humano,
marca tanto, e de um tal jeito,
que ele jamais esquece,
jamais esquece,
que ele jamais esquece!

E, saiba que,
com esse seu jeito
todo especial de ser,
você tornou-se
a razão principal de eu
continuar vivendo.
Assim, saiba que, agora,
eu passei a gostar muito de você,
muito mais do que o normal,
muito mais do que eu imaginava,
muito mais do que pensei!
Então, eu descobri que...
“Eu te amo”!...
“Eu te amo”!...
“Eu te amo”!...
“Te amo”!...
“Te amo”!...
“Te amo”!...

Naza Poeta Holístico


Ame!

Se você sente-se carente
ou sente que não está vivendo,
então pare com o que for supérfluo e ame.
Passe a amar tudo o que for possível
ou o que estiver ao seu alcance
porque o sentido da vida
está em amar e sentir-se amado(a).

Se desconhece ou se não está vivenciando
o maior prazer e a maior satisfação da vida,
então, pergunta-se: “viver pra que”?
Com certeza, a pergunta fica sem resposta!!!
Nesse caso, não há razão para continuar
vivendo porque você não está colocando
em prática o principal motivo de existir.

Ame, dentro do possível, e sua vida mudará!
Procure amar, primeiramente, a si mesmo(a) e,
após, devagarinho, passe a amar também
tudo o mais que o(a) cerca!
Ame a lua, ame o sol, as estrelas, enfim,
todo o firmamento e todos os seres vivos
do planeta Terra, bem como toda a sua natureza
e agradeça à Existência pelo fato de estar vivo(a),
aqui e agora, desfrutando desse planeta abençoado.
Com essa consciência,
você vai começar a sentir-se, pouco a pouco,
diferente, pleno(a) ou completo(a),
porque estará praticando o sentimento
de maior profundidade que é o amor e,
assim, tudo passará a ter outro gosto,
outro sabor, outro brilho, outro valor,
e você passará a ter, realmente,
uma qualidade de vida superior e harmônica.

Naza Poeta Holístico


Amar a nós próprios

Primeiramente, devemos amar a nós próprios
pois, somente assim, conseguiremos amar
uma outra pessoa porque quando amamos antes
a nós próprios sentimos autoconfiança e força
para enfrentar a vida com todas as suas dificuldades,
infortúnios, contrariedades, fatalidades, derrotas etc,
vicissitudes essas que também acontecem em uma
relação amorosa.
Amar sinceramente a nós próprios gera-nos
um sentimento de autoconfiança muito grande,
infinito e, consequentemente, produz-se e
desenvolve-se um amor pela vida e pelos nossos
semelhantes tão imensos, tão profundos, que
significa que podemos viver bem e em plenitude
sem, necessariamente, precisar de uma outra
pessoa para amar e para relacionar-se com
exclusividade, achando que isso é o mais
importante para ser feliz.

Naza Poeta Holístico


Diga que você me ama!

Você pode deixar-me dizer,
ou deixar você não vai,
que eu lhe fale que
ao encontrar com você
meu coração começa a tremer
e a gemer e a razão disso
é porque estou apaixonado,
apaixonado por você?

Bem, agora que sabe do meu amor,
eu queria ouvir de você
que a sua sensação é idêntica,
que você também sente por mim
o mesmo que eu sinto por você!!!
Pois, então, fale logo,
deixa-me feliz!!!
Diga que você me adora!
Diga que você me ama!
Diga que você me quer!

Naza Poeta Holístico


Laços de amizade

"Nas buscas contínuas por laços de amizade,
procuramos sempre unir-nos a outras pessoas
buscando constantemente uniões profundas,
infindas e intermináveis geradas pelos laços
de amor, de lealdade e de cumplicidade!"

Naza Poeta Holístico


Corações se amando!

Quando se quer um grande
amor,
tem que se saber também
amar!
Há uma paixão no coração
seu e no meu,
união de dois corações
apaixonados!

Quando se quer um grande
amor,
tem que se saber também
amar!
Há um amor no coração
seu e no meu,
união de dois corações
se amando!

Naza Poeta Holístico


Canções para o coração!

Quando sua estrela cai no escurão da noite,
o violeiro toca as suas canções preferidas
pro seu coração pulsante e inquietante,
e o faz contagiar-se de encanto, de lascívia, de afeto,
de êxtase, de pulsação penetrante de amor,
vindo a acalmar-se e a viajar rumo a lua e às estrelas
desse firmamento infinito e harmonioso!
Nesse instante, a alma preenche-se de tranqüilidade
e de amor infinito e o reino de Deus aqui faz-se presente.

Naza Poeta Holístico


Poeta feliz!

Nós, poetas, na maioria das vezes, somos incompreendidos
por pessoas comuns porque o poeta é igual a uma obra de arte, ou seja, suas ações, atos, bem como suas conversas e suas poesias e poemas, têm que ser interpretados, assim como são todas as outras obras de arte e, desse modo, fica difícil para as pessoas que não possuem cultura, informação e conhecimento, ou que possuem uma cultura diferente, entender um poeta.
Mas, apesar de toda essa incompreensão, ser poeta é divino e maravilhoso porque é muito bela a visão que um poeta tem do mundo. O poeta observa e testemunha a tudo que o cerca e, desde a lua até o sol, passando por todos os outros astros do cosmo, ele sabe que todos são seus amigos, bem como todas as árvores, todas as flores, todos os violões ou qualquer outro instrumento musical, todos os animais, enfim, toda a natureza e todo ser vivo que o rodeia.
Por isso o poeta nunca sente-se só e é muito legal ser poeta!
Mas o poeta, como todo ser humano, também é passível de ser vítima de crises existenciais que precisam ser tratadas e trabalhadas, como as sensações de pânico, sofrimento, tristeza, melancolia, insegurança, estresse, medo, ansiedade etc.
Então o poeta, assim como todo ser humano, para vir a tornar-se consciente e desfrutar de plena felicidade, precisa meditar e trabalhar-se psicologicamente para que esse trabalho o ajude a entender a vida e as razões do seu viver. Precisa ter conhecimento de tudo a sua volta, de tudo em torno do mundo, das pessoas, do espaço, do além..., enfim, de tudo! E quanto mais informação tiver de tudo que abrange a existência e, principalmente, quanto mais informação tiver de si próprio, mais autoconhecimento irá possuir e, com certeza, irá sentir-se mais plenamente realizado, satisfeito e feliz.
Assim, com meditação e trabalho terapêutico para o autoconhecimento, o poeta passará a ficar consciente e, consequentemente, irá compreender-se melhor, passará a aceitar-se mais; sua auto-estima aumentará profundamente e ele vai tranqüilizar-se e ficar de bem consigo, com os outros e com tudo o que acontece ao seu redor, obtendo uma leitura maior do seu mundo e o encontro profundo com a inspiração e a sabedoria.

Naza Poeta Holístico